Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2013

ENTÃO É NATAL! E O QUE FIZERAM ÀS MULHERES NEGRAS?

Imagem
Sabemos que a imagem de mulher negra forte é uma máscara que contribui para nos levar á loucura Opal Palmer Adisa

Que o movimento de mulheres negras se constitui no mais exitoso e atuante do planeta Sueli Carneiro nos ensina, e este ano de 2013 foi marcado pela conquista de reivindicações históricas, a citar a Emenda Constitucional nº 72, a qual consagrou dignidade e direitos no espaço doméstico às milhares de Laudelinas de Campos e Creuzas Oliveiras. Assisti à habilidade das organizações das mulheres negras para garantir as condições de governança e governabilidade da Secretaria Especial de Promoção de Políticas para a Igualdade Racial. Vi Ana Claudia Pacheco lançar seu livro MulherNegra: afetividade e solidão e o saber de Valdecir Nascimento alcançar a cátedra da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. “Testemunhei” o Bloco Afro Ilê Aiyê, uma organização antirracista, ser condenado judicialmente a reconhecer a existência do machismo em seu interior e vir a público retratar-se pe…

Saúde da População Negra corre o risco de permanecer negligenciada no Ministério da Saúde

Imagem
Por Ana Flavia Magalhães Pinto

Na contramão de projeto encaminhado pela SEPPIR, secretário do Ministério da Saúde apresentou proposta que reduz importância da Política de Saúde da População Negra
Foi ampla a repercussão do anúncio do projeto de lei de cotas para negros no serviço público feito pela presidenta Dilma Rousseff na abertura da III Conapir, em 5 de novembro. Ocorre que outra medida não menos esperada também foi apresentada, sem, entretanto, receber muita atenção: “Nós vamos criar, no Ministério da Saúde, inclusive por grande demanda da Seppir [Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial], uma instância específica para coordenar as ações voltadas para a população negra”, afirmou a presidenta.
Desde que a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra (PNSIPN) foi aprovada pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS), em 2006, e oficializada pelo Ministério da Saúde (MS), em 2009, por meio da Portaria n. 992/09, ativistas e especialistas da área têm lutado e dialoga…

Pesquisas revelam principais problemas de saúde nas prisões

Imagem
O Centro de Estudos da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) promoveu, na quarta-feira (18/8), um amplo debate no intuito de discutir os resultados e as consequências operacionais de estudos realizados nos últimos anos, essencialmente nas prisões do estado do Rio de Janeiro. Cinco especialistas falaram sobre HIV/Aids, tuberculose, direitos humanos e saúde mental nesses ambientes. "Muitos são os fatores que contribuem para os graves problemas de saúde, aos quais as pessoas privadas de liberdade estão expostas", disse o pesquisador visitante da ENSP e um dos coordenadores do Centro de Estudos da Ensp, Bernard Larouzé. 
Dividido em duas partes, o Centro de Estudos apresentou na primeira etapa trabalhos sobredemografia e características da população carcerária, com Alexandra Sánchez, as concepções e práticas de saúde no contexto carcerário, com Vilma Diuana, e o controle social e respostas políticas frente ao problema da saúde nas prisões, tema de Marcelo…